28 de ago de 2010

Deu no Noblat:

No que dá ligar o piloto automático...

Do UOL em 27 de julho último: "Ao analisar a pesquisa Datafolha divulgada no último sábado, que o coloca 26 pontos à frente do governador Antonio Anastasia (PSDB), o senador Hélio Costa, candidato do PMDB ao governo de Minas, afirmou que basta sua campanha "ligar o piloto automático e não errar" para vencer a disputa."

O Datafolha, desta semana, ainda deu a Hélio uma vantagem de 14 pontos percentuais de intenções de voto. Mas o IBOPE cravou a virada de Anastasia, que estaria dois pontos acima dele. Foi o que bastou para desatar a criatividade bem humorada dos adversários de Hélio.

A vida é uma rosa

Embora tenha sido sucesso e marcado a carreira de Edith Piaf, La vie en rose ficou famosa também na interpretação do seu autor Louis Armstrong.

Que delícia de execução

Yo Yo Ma (1955) é considerado o maior violoncelista da atualidade. Nasceu em Paris, de origem chinesa, e tem nacionalidade americana.

Aqui, acompanhado por um grupo de artistas de grande qualidade como Paquito Rivera, Sérgio e Odair Assad e Nilton Matta, ele interpreta Brasileirinho, choro composto em 1947 por Waldir Azevedo (1923-1980). "Brasileirinho" é uma das melodias brasileiras mais conhecidas em todo o mundo, e uma das mais gravadas.

OBS: reparem na integração, no entusiasmo dos músicos e até fazem coreografia de tão animados, vibrantes e concentrados na comunhão musical.Uma beleza!


Passando o tempo com o tom de Joel Santana e seu inglês macarrônico. O técnico fez o maior sucesso na rede, quando era comandante da seleção da África do Sul, antes da Copa do Mundo passada.

27 de ago de 2010

STF concede liminar liberando

sátiras a políticos em campanha


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Britto concedeu, ontem, liminar que libera a veiculação de sátiras e manifestações de humor contra políticos durante as eleições.

A liminar foi pedida pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert), que ajuizou nesta quarta-feira (25), ação questionando o artigo 45 da Lei das Eleições, segundo a qual "é vedado às emissoras de rádio e televisão, em sua programação normal e noticiário usar trucagem, montagem ou outro recurso de áudio ou vídeo que, de qualquer forma, degradem ou ridicularizem candidato, partido ou coligação, ou produzir ou veicular programa com esse efeito".

No último domingo (22), humoristas se reuniram na Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, para protestar contra uma lei eleitoral que proíbe as manifestações de humor contra candidatos durante o período de campanha eleitoral.

O ministro suspendeu a eficácia do artigo e determinou que as manifestações de humor contra políticos podem ser consideradas irregulares depois de sua veiculação, caso sejam questionadas na Justiça Eleitoral. A decisão de Ayres Britto foi baseada em julgamento anterior, em que a corte decidiu que a liberdade de informar deve ser irrestrita.

Britto não analisou na decisão liminar o mérito da ação apresentada pela Abert , o que deverá ser feito pelo plenário do STF.

Na ação, que questiona a norma, a Abert argumenta que a lei gera "efeito silenciador" e obriga as emissoras a evitar a divulgação de temas políticos polêmicos para não serem acusadas de "difundir opinião contrária ou favorável a determinado candidato".

"Esses dispositivos inviabilizam a veiculação de sátiras, charges e programas humorísticos envolvendo questões ou personagens políticos durante o período eleitoral. As liberdades de manifestação do pensamento, da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação constituem garantias tão caras à democracia quanto o próprio sufrágio", afirma a entidade na ação.

Ao final da sessão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na noite desta quinta, o presidente da corte, Ricardo Lewandowski, informou aos ministros a decisão tomada pelo STF.

No You Tube agora

tem mais filmes completos

Novidade na net: o YouTube colocou mais 400 títulos completos na página YouTube Filmes. Nos Estados Unidos, a página (YouTube Movies) conta com material de grandes estúdios (MGM, Sony Pictures e Lionsgate), mas esses filmes não estão disponíveis para o resto do planeta. Aqui no Brasil podemos curtir documentários, vários [sério, vários] filmes de Bollywood, alguma coisa do Jackie Chan, e filmes obscuros de terror [trash, provavelmente; usei as capas dessa parte para ilustrar o post], além de desenhos animados e até um Hitchcock (Blackmail, de 1929). Caso vc esteja com tempo livre vá lá Passa lá.


Deu no jornal

Ganso rompe ligamento

e fica fora por até seis meses

Lesão foi diagnosticada nesta quinta-feira, após exames realizados na chegada do Peixe a São Paulo.O que inicialmente foi diagnosticado como uma leve entorse no joelho esquerdo era na verdade algo muito pior. A péssima notícia para a torcida do Santos e também para o futebol brasileiro veio no fim da tarde desta quinta-feira, em São Paulo. Exame realizado no meia Paulo Henrique Ganso constatou que o atleta rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo. Desta forma, a previsão dos médicos é que o camisa 10 do Peixe fique parado por cerca de seis meses. A cirurgia para a reconstrução do ligamento acontecerá neste sábado.

Comentário meu: toda essa tragédia para o futebol brasileiro, acontece exatamente depois da visita de Lula ao atleta, nesta semana. O homem, parece, que tem pé frio mesmo. Te cuida Neymar, pois você também foi abraçado.

26 de ago de 2010

Mercadante admite desconforto

com propaganda de Tiririca

Petista diz que não quer seu nome associado a candidaturas que não tenham discurso "republicano e cidadão"

O senador Aloizio Mercadante (PT) candidato ao governo de São Paulo, nesta quinta-feira, pela primeira vez, mostrou desconforto em relação ao discurso de candidatos aliados durante a propaganda eleitoral gratuita no rádio e TV. A manifestação foi motivada pela fala do candidato Tiririca (PR), que fez sucesso na TV e nas redes sociais da Internet ao dizer que não sabe para que serve um deputado federal e argumentar que, com ele na política, "pior que está não fica".

Na TV, a frase de Tiririca tem como pano de fundo o nome de Mercadante, que encabeça a coligação em São Paulo. “Eu já pedi para que eles (partidos aliados) sejam bastante rigorosos. Porque, de fato, existem anticandidaturas que eu não quero o meu nome associado. Ou eles mudam o discurso ou meu nome sai da tela”, afirmou o candidato ao governo paulista. No início, ele evitou citar nomes, mas em seguida admitiu: “Por exemplo, o Tiririca”.

Mercadante afirmou, porém, que não quer julgar o candidato, mas apenas o discurso que está sendo feito. “Quem tem de escolher são os eleitores. Os partidos é que são responsáveis pelas candidaturas que lançam. Ou têm um discurso que seja sério, republicano e cidadão, ou eu evidentemente não tenho interesse em estar associado a qualquer uma dessas candidaturas. Ou muda o discurso ou eu saio da tela”, disse o petista, que já solicitou aos partidos aliados que alterem o discurso das “figuras polêmicas”.

Veja o vídeo, e observem no lado esquerdo o nome do emplumado Mercadante:





Karatê Kid (estreia nesta sexta-feira)

Dre Parker (Jaden Smith) se mudou com a mãe (Taraji P. Henson) para Pequim, devido ao trabalho dela. Logo ao chegar ele se interessa por Meiying (Han Wenwen), uma garota que conhece praticando violino na praça. A aproximação deles provoca a irritação de Cheng (Zhenwei Wang), que lhe dá uma surra usando a técnica do kung fu. A partir de então a vida de Dre se torna um inferno, já que passa a ser perseguido na escola por Cheng e seus colegas. Um dia, ao escapar deles, Dre é auxiliado pelo sr. Han (Jackie Chan), o zelador de seu prédio, que é também um mestre de kung fu.

A capa do livro não é aquilo que você está pensando, não. Trata-se da bela imagem de um pescoço registrada pelo respeitadíssimo fotógrafo Man Ray (1890-1976) e escolhida pela própria escritora para ilustrar seu nono livro.

"ELE"

Existe um livro, já na quarta edição, que está vendendo pra caramba, mas não aparece entre os mais vendidos, nem tão pouco é exposto nas vitrines e estantes das livrarias. O motivo? O título do livro: O Pau. A autora Fernanda Young escreveu sobre um tema que até hoje nenhum homem teve a coragem, nem o “anjo pronográfico” Nelson Rodrigues.

E como a divulgação é feita? Via internet, pois a mídia especializada sequer faz resenha sobre a obra.

Em entrevista à recente edição da revista Brasileiros, Fernanda Young disse que pôs esse nome no livro de propósito, pois sabia que ia provocar. E afirmou que o pau é um tabu no Brasil, dizendo que “curiosamente as pessoas são reticentes, a mídia especializada, o jornalismo, o que deveria ser o jornalismo de cultura, é tão coronelista, tão grosseiro no Brasil que de alguns livros meus pra cá, seus resenhistas agem de forma muito fria....”

Disse ainda que o Pau é um livro que, para divulgar, foi muito difícil. Porque as pessoas não queriam falar o nome do livro. Por exemplo, o Faustão, de quem eu gosto muito , que é uma pessoa que sempre foi muito generosa com meu trabalho foi divulgar e falou: 'O novo livro da Fernanda Young...' e não falou o nome do livro”.

Sinopse do O Pau

O livro conta a história da designer de joias Adriana, de 38 anos, que se vinga do namorado mais novo por causa da traição. O plano? Deixá-lo sem o que mais dá orgulho a um homem, segundo a autora: o órgão genital do título. Parece trágico, mas o livro possui um amor mais escrachado que os outros de Fernanda, autora de "Vergonha dos pés", "O efeito urano", entre outros.

25 de ago de 2010


Uma Noite em 67 já é o documentário

mais visto deste ano


Antes de completar cinco semanas em cartaz, Uma Noite Em 67, de Renato Terra e Ricardo Calil, já é o documentário mais visto deste ano pelo público brasileiro.

Com imagens de arquivo e depoimentos de músicos como Chico Buarque, Caetano Veloso e Gilberto Gil, o filme conta a história da final do "3º Festival da Música Popular Brasileira". O filme alcançou 51 mil espectadores, segundo o site Filme B.

Ele abre larga distância em relação ao seu seguidor no ranking de documentários mais vistos em 2010, O Homem que Engarrafava Nuvens, segundo colocado deste ano, vendeu apenas 20 mil ingressos.

Em comparação ao ano passado, o sucesso e a rapidez com que Uma Noite Em 67 conquistou o público ficam claros. Em 2009, Simonal - Ninguém Sabe o Duro que Dei conquistou a marca de 70 mil espectadores nas 23 semanas que ficou em cartaz.


Olha o dedinho
Durante a apresentação de um telejornal ao vivo da BBC News, o homem do tempo, Tomasz Schafernaker, mostrou o dedo médio para o âncora, Simon McCoy. Ele brincou que a previsão do tempo não era precisa. Ao perceber que estava ao vivo, Schafernaker tentou disfarçar coçando o queixo. A cena ficou ridícula. A BBC e Schafernaker pediram desculpas oficiais.



Fonte: Bombouna web

Deu na coluna do Cláudio Humberto:

A Deus pertence

Figa, patuá, fitinha do Bonfim: após o encontro com Lula, os jovens craques Ganso e Neymar vão precisar muito delas nos gramados.

24 de ago de 2010

Sonhando com as nuvens

Um dos meus sonhos, no momento: um dia ser integrantes da Cloud Appreciation Society (Sociedade de Admiração das Nuvens). A instituição existe na Inglaterra e são 19.180 membros da entidade que se espalham por 77 países (37 brasileiros). Enquanto isso vou mirando para o céu, clicando nuvens. A foto acima, fiz ontem, aqui em Fortaleza

Vejam abaixo, verdadeiras pinturas pertencentes ao acervo da Cloud Appreciation Society:



Pelas fotos que vi, vou ter que clicar muito para pensar na possibilidade de ser acolhido (Deus sabe quando) como membro da Sociedade.

23 de ago de 2010

Lula recebe Neymar e Ganso.

Conselho: bater três vezes na madeira

Dizem que o presidente tem pé frio, e dá um azar danado aos atletas que ele recebe. Hoje, foi o dia de homenagens aos dois maiores jogadores brasileiros no momento: Neymar e Ganso. Os craques do Santos foram recebidos pelo presidente, em São Paulo.

Por via das dúvidas, é bom os dois garotos colocarem as barbas de molho, pois a “força” de Lula, às vezes, causa efeito inverso.

Vejam alguns exemplos:

1. Campeão, o tenista Gustavo Kuerten presenteou-o com uma raquete e nunca mais foi o mesmo.

2. O boxeador Popó jamais venceu uma luta importante após presentear o petista com seu par de luvas.

3. O mega-star Lenny Kravitz até sumiu do show-business após presentear o petista com sua guitarra famosa.

4. O presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas, foi ao Palácio do Planalto levar uma camisa do time, às vésperas da decisão da Copa do Brasil, em 2007, e na final aconteceu o que parecia impossível: perdeu o título para o Figueirense, em pleno Maracanã, com dois gols roubados pela bandeirinha.

5. O Corinthians caiu para a segundona, logo depois do petista ser homenageado pela diretoria do clube com uma camisa 10 e seu nome grafado.

6. Antes de partir para a Copa do Mundo de 2006, Roberto Carlos foi o único jogador a visitar Lula, levando para ele uma camisa da Seleção autografada pelos craques. O lateral-esquerdo ajeitava o meião quando Thierry Henry, nas suas costas, fez o gol francês que tirou o Brasil da final.

7. Após uma campanha espetacular na Copa Libertadores da América, o time do Fluminense recebeu a visita de Lula, antes da final com a LDU. O petista até posou para fotos exibindo a camisa do time. No jogo, em pleno Maracanã, o Flu perdeu três pênaltis e o título.

8. Há algumas semanas, a antes imbatível seleção masculina de vôlei esteve com o petista. Perdeu os dois jogos seguintes diante da torcida brasileira, e o título da Liga Mundial.

9. Lula, a caminho de Pequim, levando a sua ‘bênção’ para o maior favorito brasileiro nos Jogos Olímpicos, Diego Hypólito. Deu no que deu, o rapaz, numa prova caiu de quatro e foi declassificado.

10 – Recentemente, Lula, antes de começar a Copa, recebeu o time de Dunga... e aconteceu aquilo.

Fonte da pesquisa: KelRibeiro.com


Passando o tempo com os pinguins e a borboleta, que tira um sarro deles...

A candidata do senador Eduardo Suplicy: Mulher Pêra. E quem será o padrinho do Tiririca?


Eleições 2010, eleitor de olho

Eleições 2010: alerte e seja alertado sobre políticos ficha suja e ocorrências eleitorais e fique bem atento para mudar o Brasil.

Eleitor 2010 é um sistema online no melhor estilo web 2.0 em que o usuário é a principal fonte de conteúdo para o site. O tema, como já fica bem claro, é a eleição para os governos estaduais e federal de outubro deste ano.

Mais uma vez o povo brasileiro se vê às portas de um processo eleitoral que vai definir o novo presidente, eleger senadores, governadores e deputados federais e estaduais. Um ato de cidadania e de muita responsabilidade, pois são eles que decidirão os próximos passos de toda uma nação. O site Eleitor 2010 é a primeira experiência brasileira de monitoramento eleitoral praticado de forma autônoma pelos próprios eleitores. Até agora, a maior parte das denúncias está vinculada à pratica do spam eleitoral, o envio de mensagens não autorizadas pelo receptor, contendo propaganda de candidatos.

O site publicou denúncias de internautas sobre a venda pelo Twitter de listas com até 40 mil nomes de eleitores para serem usadas por candidatos nas eleições de outubro. A lei eleitoral proíbe a venda e cessão de cadastros para uso por candidatos e partidos.

Mas há comunicados interessantes como o feito por um morador da cidade de São Luís, capital do Maranhão, revelando que a igreja evangélica Casa da Benção oferece os votos de três mil fiéis aos candidatos locais em troca daquilo que o pastor local chama de “possível apoio”, um eufemismo para recompensa financeira.

O projeto do Eleitor 2010 foi criado por dois jornalistas brasileiros com base no software Ushahidi, usado recentemente em monitoramento eleitoral na Índia, México e Moçambique. Paula Goes e Diego Casaes desenvolveram o projeto com o apoio do programa Global Voices, uma rede mundial de 300 blogs criada em 2004 por dois jornalistas americanos vinculados ao Berkman Center, da Universidade Harvard.

O site Eleitor 2010 tem a função de auxiliar os brasileiros no acompanhamento dos principais acontecimentos eleitorais deste ano. E quem fica de olho e transmite cada novidade é o próprio eleitor, que envia seus relatos e preenche o site com informações úteis para todos os eleitores de seu estado e do Brasil inteiro.

Você é a fonte

Se você sabe de algo sobre algum incidente envolvendo candidatos e partidos, pode apresentar um relato no site. É importante ressaltar que independente do que você posta, a credibilidade aumenta muito de acordo com a fonte, então é possível inserir também imagens, vídeos e links de notícias para confirmar aquilo que foi escrito.

Então, clique em “Enviar relato”, preencha os campos necessários, selecione a cidade onde o fato ocorreu (ou ao qual pertence o candidato, afinal a informação deve interessar muito mais aos seus eleitores), selecione uma ou mais categorias de incidentes e mande ver. Feito isso, todos os usuários do site terão acesso às informações.

Categorias

São ao todo 39 categorias que vão desde “boca de urna” e “lixo eleitoral” até “propaganda ilegal” e “distribuição de brindes”. Outras categorias de destaque são: exploração da fé, “propaganda antecipada, sites com conteúdo ofensivo, ficha suja e transporte de eleitores. Mas nem todas as categorias são negativas : “correu bem”, “campanha” e “dia da eleição” servem para apontar ocorrências que nem sempre são negativos.

Incidentes por todo o país

Na página inicial do projeto Eleitor 2010 você visualiza o mapa do Brasil e nele estão indicados vários pontos onde já houve incidentes relatados pelos eleitores. É possível filtrar as categorias exibidas por meio de um painel localizado no canto direito. Selecione uma categoria diferente e veja se existem ocorrências em sua região.

Esta é uma ferramenta de grande utilidade, pois ela filtra também por região os problemas relatados pelos eleitores. Assim fica mais fácil verificar se o seu candidato está envolvido em algo suspeito, ajudando ainda mais o eleitor a votar de modo consciente, em políticos idôneos e comprometidos com o Brasil e com os brasileiros.

Alertas

Outro recurso interessante do Eleitor 2010 é o recebimento de alertas. Na guia “Receber alertas” é possível cadastrar um endereço eletrônico ou número de telefone celular para ser notificado sempre que algo for relatado na região escolhida por você. Assim é possível ficar atento a todas as novidades e não deixar nenhum político corrupto se eleger.

Mais perto de Jesus via skate

Sabem como o padre católico da Hungria, Zoltan Lendvai, de 45 anos, quer levar os fiés para mais perto de Jesus? O método é peculiar: suas pregações são realizadas num skate, enquanto fala com as pessoas, em Redics, cidade húngara, na fronteira com a Eslovênia. Segundo a agência de notícias Reuters, Lendvai aprendeu a andar de skate aos 14 anos, na escola. “É desta maneira que poderei levar muitas pessoas para mais perto de Jesus”, disse. Ele afirma que gente que nunca havia pisado numa igreja começou a frequentar as pregações regularmente depois que ele mostrou os truques sobre rodinhas. E ele virou sucesso no Youtube, já que vídeo já ultrapassou 1,2 milhão de visualizações.


Humoristas unidos contra a censura

Rio de Janeiro - Cerca de 500 pessoas participaram, ontem, da passeata Humor sem Censura, organizada pelo grupo de humoristas "Comédia em Pé", na orla de Copacabana, do Rio de Janeiro, segundo dados da Guarda Municipal.


A manifestação contra uma norma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que proíbe a veiculação, por rádio ou TV, de entrevistas ou montagens que "degradem ou ridicularizem" candidatos também contou com a presença de diversos humoristas famosos.

Fábio Porchat, do "Comédia em Pé", Danilo Gentili, do "CQC", e Sabrina Sato, do "Pânico na TV", foram os primeiros a chegar. Marcelo Madureira, do "Casseta e Planeta" também esteve na caminhada. Ele usou uma camiseta na qual se lia a frase "Eu ainda não estou morto", em inglês.

Manifestantes fantasiados se uniram aos humoristas e caminharam em direção ao Posto 6, no final da Praia de Copacabana. Porchat disse que o objetivo foi mostrar que o veto a referências a candidatos em programas humorísticos "é um prejuízo para a população, não só por fazer as pessoas pararem de rir, mas também por criar alienação".

"Rubinho, Rubinho", berrava Porchat ao megafone, acompanhado pela multidão, chamando pelos atrasados. Outros manifestantes, com cartazes em punho, gritavam a plenos pulmões: "Um, dois, três, quatro, cinco, mil, queremos liberdade para os humoristas do Brasil!".

"A censura é uma ameaça à democracia. Veja o exemplo da Venezuela", disse Gentili, referindo-se a decisão de um tribunal do país de proibir a publicação de fotografias que mostrem cenas de violência. Foram coletadas assinaturas para um abaixoassinado pedindo a revisão da determinação.

"Essa lei não deveria nem existir", acrescentou o humorista. "Os políticos abriram a ´porta dos desesperados´ errada, e agora os humoristas saíram atrás deles", brincou Sérgio Malandro, referindo-se a quadro de um de seus antigos programas. "Os humoristas não vieram aqui fazer piadas, mas sim para lutar por elas", concluiu o ator Lúcio Mauro Filho.

Determinação

Segundo a norma, a emissora que ridicularizar candidatos pode ser multada pela Justiça em até R$ 106.410, valor que dobra em caso de reincidência.

A norma, que consta da lei 9.504/97 e foi regulamentada por resolução do TSE, vale desde 1º de julho até o fim do período eleitoral.

22 de ago de 2010





Fotos da II Guerra na atualidade


O fotógrafo russo Sergey Larenkov escolheu algumas fotos da II Guerra Mundial e tirou fotos dos mesmos lugares onde elas foram feitas e fundiu os registros fotográficos realizados em Berlim, Praga, Viena, Lenigrado e outras cidades européias. A montagem ficou interessantíssima.

Diretor de beijo gay eleitoral
diz que não queria chocar



Deu no IG


Alvo de críticas de diversas lideranças religiosas e de políticos conservadores, o diretor do programa do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade), que exibiu um beijo gay entre dois jovens durante o horário eleitoral, afirma que não teve a intenção de causar polêmica ou escandalizar as famílias brasileiras com o filme. Arquiteto e diretor de peças publicitárias do PSOL desde 2008, Pedro Ekman diz que se surpreendeu com o tamanho da polêmica causada pelo filme, mesmo avaliando que a peça geraria reações.
“Apesar da política ainda ser conservadora, nós temos a maior Parada Gay do mundo e já deveríamos estar acostumado com essas cenas”, diz o diretor. “Qualquer um que anda pelas ruas da cidade ou vê telejornal já se deparou com dois homens de mãos dadas ou trocando um beijo”, completa.

Polêmica
O programa eleitoral do PSOL que exibiu o beijo gay entre dois jovens foi, de longe, o assunto mais comentado nessa primeira semana eleitoral em São Paulo. Apesar do beijo ter menos de cinco segundos, foi suficiente para escandalizar várias pessoas. Conforme o iG já adiantou, a primeira manifestação pública contrária ao filme veio do relator do conselho político da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, Lelis Washington Marinhos. Ele defende que o Ministério Público e os partidos adversários entrem com ação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP), proibindo novas veiculações do programa e punindo o PSOL. O evangélico chama a peça de “deplorável” e “grande provocação à sociedade brasileira”.
No meio político, por exemplo, o candidato à Presidência da República José Maria Eymael, do Partido Social Democrata Cristão (PSDC), chamou a atitude do PSOL de escandalosa. “Foi um mal momento do PSOL. Embora nós respeitemos a opção sexual de cada um, não podemos aceitar uma atitude que fere os valores da família brasileira. O horário político deve ser utilizado para apresentar propostas, não com atitudes que possam constranger a maior parte das famílias”, afirmou.
Por conta da polêmica, a direção da campanha de Paulo Búfalo ainda avalia se produzirá novos programas na mesma linha. O diretor de programas do PSOL diz que, por hora, avalia-se apenas a possibilidade de repetir o filme em algum momento da campanha na tv, que está apenas começando e vai até 30 de setembro.





A cena gay exibida no programa do PSOL recebeu críticas até do responsável pelo primeiro beijo entre homens da TV brasileira

Muito se falou durante toda a semana sobre o beijo gay do PSOL ter sido o primeiro da televisão brasileira, em virtude das novelas da TV Globo, que insistem em não exibir demostrações de carinho entre pessoas do mesmo sexo, mesmo abordando exaustivamente o tema em suas telenovelas. Porém, vasculhando os livros da história da televisão, o iG encontrou menções de que a novela “Calúnia”, dirigida por Walter Foster na TV Tupi em 1951, foi a primeira a exibir um beijo lésbico entre as atrizes Vida Alves e Geórgia Gomide.

Apesar disso, não há registro público disponível sobre esse primeiro beijo gay da tv. O primeiro registro é da minissérie “Mãe de Santo”, exibida pela TV Manchete em 1990. Substituta da nova novela “Pantanal”, a minissérie mostrou timidamente o primeiro beijo gay entre dois homens no horário nobre. Por conta da baixa audiência, a minissérie durou menos de um mês no ar e a cena entre os personagens Lúcio e Rafael não causou grande repercussão na mídia.

O iG procurou o diretor da trama na época, Henrique Martins, que não se lembrava do episódio ter sido o primeiro beijo gay na TV. Com 76 anos, ele nem se lembrava da cena rodada na Bahia. Quando descrevemos como foi a cena, Martins disse que tinha apenas uma vaga lembrança, mas não se recordava da repercussão do assunto na época. “A internet não existia ainda e o Brasil estava preocupado com outros assuntos”, disse ele.

Perguntado sobre o que achava da cena exibida no horário eleitoral, o diretor de “Mãe de Santo” disse que era totalmente desnecessária. “Acho uma apelação gratuita. Isso leva tempo até a sociedade se acostumar. Tem que ir devagarzinho, em passos lentos. Antigamente não tinha passeata gay, hoje tem. É uma coisa que vai se conquistando degrau por degrau, sem chocar ou escandalizar”, avalia Henrique Martins, que também é ator e interpretou recentemente o senador Érico na novela “Ribeirão do Tempo”, atualmente no ar pela TV Record.

Diretor de grandes produções como “Sangue do Meu Sangue” (SBT, 1995) , “Os ossos do Barão” (SBT, 1997), “As pupilas do senhor reitor” (SBT, 1994), “Éramos seis” (SBT, 1994), “Cidadão Brasileiro” (Record, 2006) e “Revelação” (SBT, 2009), Henrique Martins lamenta que ainda existam restrições nas novelas em relação ao beijo gay: “A censura interna nas diretorias das emissoras ainda impedem que coisas como essa aconteçam”, desabafa. “Tenho esperanças de ainda ver esse resquício de censura liberada antes de eu morrer”, brinca o diretor, cujo nome de batismo é Hanez Schlesinger.


Time colombiano promete

bafômetro para controlar

excessos de atletas

O técnico Diego Umaña, do colombiano Atlético Júnior, afirmou que utilizará um bafômetro para controlar eventuais excessos de atletas da equipe, informa neste sábado o site do jornal espanhol Marca. Isso porque o treinador viu um vídeo gravado por telefone celular, difundido nos meios de comunicação locais, em que aparecem o atacante Carlos Bacca e o lateral Hayder Palacio em aparente estado de embriaguez, durante festa em Barranquilla.

Umaña afirmou que jogadores de futebol devem respeitar as cores do clube que defendem. Segundo o Marca, o técnico também disse que usará o bafômetro para que este tipo de "espetáculo" não se repita.

De acordo com as informações divulgadas, o comandante do Atlético Júnior também teria entrado em contato com jornalistas locais para saber se outros atletas do time participaram da festa na cidade colombiana. Segundo o veículo, embora não seja visto na gravação, outro jogador do clube, Ramón Torres, também estava no lugar com sua mulher.

Comentário meu: se a moda pega por aqui, os clubes vão flagrar muitos baladeiros.




Vejam que papelão fez o árbitro da Fifa, Sergey Shmolik, que chegou a apitar todo primeiro tempo entre FC Naftan e FC Vitebsk (times da Bielorrúsia) sem que ninguém tivesse percebido seu estado etílico, mas quando voltou do intervalo para o segundo tempo, todos começaram a perceber algo estranho no árbitro, o elemento estava altamente embriagado.