12 de dez de 2009


Cinema reecontra seu encanto
Começa nesta semana a estreia mundial da aventura de ficção científica Avatar, do diretor americano James Cameron, após 12 anos do cineasta ter saído de cena, depois do sucesso estrondoso de Titanic. O enredo de Avatar é pueril e pode lembrar o desenho animado Pocahontas.
No ano 2154, um soldado conquistador – Jake Sully – se infiltra em uma tribo desconhecida, os Na’vis, apaixona-se por Neytiri, filha do chefe, e descobre a importância de preservar a natureza e os bons sentimentos – ainda que a natureza seja alienígena e os bons sentimentos dirigidos a uma criatura azul de 2,5 metros de altura e com mãos de três dedos.
Avatar é o projeto mais audacioso já executado pela indústria cinematográfica. Para realizar a proeza de resgatar o encanto do cinema, Cameron foi apoiado por um grande estúdio, a Fox, que investiu US$ 230 milhões. Dizem que é a maior aposta de Hollywood.
BOMBOU NA WEB
nesta semana
O metrô de Boston, nos Estados Unidos, já era famoso por ter sido o primeiro do país. Agora é também o mais emocionante. As câmeras de segurança do metrô de Boston são praticamente um filme de ação. Primeiro, foi o caso da mulher que se desequilibrou e caiu nos trilhos. O maquinista freia a centímetros de distância dela. Lembra?



Na ocasião, o maquinista foi considerado um herói pela população local. Pois bem… Essa semana, uma maquinista foi demitida por ter partido com o trem sem perceber que uma das passageiras estava com a bolsa presa em uma das portas automáticas. Resultado?




Ela foi para o hospital com o nariz sangrando e um galo na cabeça. Será uma maldição?
Fonte: Rafael Pereira (Revista Época)

10 de dez de 2009




Luz espiral azul intriga noruegueses




Uma luz espiral azul, “maior que a Lua”, está causando apreensão na Noruega. O objeto não identificado foi visto na quarta-feira, no norte do país, por volta das 7h45 no horário local (4h45 de Brasília) e surgiu deixando um rastro luminoso azul, mas instantes depois parou e ficou girando no mesmo lugar, formando uma espiral branca.Várias teorias, algumas bizarras, surgiram para explicar o estranho fenômeno, entre elas que a luz era um buracro negro, um meteoro ou até mesmo uma espaçonave extraterrestre. A explicação mais plausível, no entanto, veio do especialista no setor aeroespacial Erik Tandberg, entrevistado pelo site norueguês NRK. “Eu nunca vi nada parecido, mas provavelmente é um lançamento de um míssil de algum submarino russo que deu errado”, afirmou. Por enquanto, nenhuma autoridade militar russa se manifestou sobre o caso.O site do jornal The New York Times publicou nesta quinta-feira um despacho da agência Reuters noticiando a falha no teste de um míssil Bulava, uma arma nova desenvolvida pelos militares russos. Um oficial que não quis se identificar disse ao jornal russo Kommersant que “o míssil falhou no terceiro estágio” do lançamento.Pal Brekke, pesquisador do Centro Espacial da Noruega, defendeu a mesma tese, e disse que um aviso russo foi captado por rádios-amadores alertando embarcações de que, no momento em que a luz foi vista, era proibido navegar pelo Mar Branco, no Ártico.Confira abaixo algumas fotos feitas por leitores do site NRK e vídeos de noticiários estrangeiros com imagens do fenômeno.




Fonte:site da Época

8 de dez de 2009



Imagina se o Arruda não gostasse tanto de Brasília...
Convite 1
Estou editando o número 1 do informativo 1ª Instância, do Fórum Autran Nunes. A publicação, a primeira na história daquela instituição de 1º Grau na Justiça do Trabalho, traz reportagens, informações e humor do cotidiano do Fórum. A apresentação é do diretor do Fórum, juiz Judiciael Sudário de Pinho, e o lançamento ocorrerá nesta sexta-feira, pela manhã, lá no Fórum.
Tem uma historinha (real) engraçada no informativo:
Acontece cada uma...


No mais recente Leilão Unificado da Justiça do Trabalho – TRT 7ª Região/CE (22 de setembro passado), aconteceu uma cena curiosa e bizarra, por conta do lote de número 82. Foi quando o leiloeiro William Ferreira apresentou os objetos aos lançadores: duas urnas funerárias, cor marron, com uma bíblia entalhada sobre a tampa, avaliadas em R$ 1.500,00. Silêncio sepulcral, no auditório. O leiloeiro só teve o trabalho de ler as especificações das peças e encerrar com o lance mínimo de R$ 1.050,00. E o enunciado morreu ali mesmo.

CONVITE 2


Convido vocês, com o maior gosto do mundo, para o lançamento do Cordel Os laçadores do Fórum Autran Nunes e as astúcias de João Grilo, de Vidal Santos, na próxima sexta-feira, pela manhã, no Fórum Autran Nunes. O que acontece é que dei o mote ao poeta Vidal, baseado nas artimanhas do personagem João Grilo, do imortal João Martins de Athayde, e recriasse um outro personagem para denunciar aquelas pessoas que ficam nos arredores do Fórum Autran Nunes, tentando levar clientes para escritórios de advocacia que existem nas imediações. Uma pilantragem e roubo. E o poeta criou. Vejam os primeiros versos:



"Não devemos nunca, nunca,

Ficarmos desprecavidos

A cada instante da vida

Abrirmos mais os ouvidos

Não deixar que espertalhões

Nos peguem desprevinidos



Vamos imitar João Grilo

Um ente maravilhoso

Trabalhador esforçado

Enfrentado um mafioso

“Laçador” de quem trabalha

Com golpe malicioso



Esse tal vil laçador

Frente ao Fórum Trabalhista

Vive espreitando os incautos

Pra botar na sua lista

É vilão despudorado

Que se diz um moralista..."
Memórias do meu Mengo


O futebol me emociona, e nestes dias, estou nas nuvens com o meu Flamengo, campeão do Campeonato Brasileiro. Por coincidência, estou lendo a revista Trip e a matéria de capa traz uma entrevista, considerada como a mais ampla que Jorge Bem Jor, um flamenguista puro sangue, deu até hoje. Ele abre o jogo sobre quase tudo da sua vida: família, sucesso, samba com o rock, seus escritores preferidos e até da prática do golfo.
Mas, é perguntado muito pouco sobreuma de suas maiores paixões, o futebol e especialmente o Flamengo. Não que ele queria omitir esse viés de sua vida, não. Simplesmente (pasmem!) o repórter Pedro Alexandre Sanches, numa das perguntas (?) disse que não ia indagar nada sobre futebol porque (ele) não entendia do assunto (sic). E o artista ainda insistiu na resposta dizendo, e ensinando o repórter a ser repórter: “Esporte você não cobre não? Só música. Ah, o relacionamento da música com o futebol é bom, pô”.
Coitado do reporte passou batido por não ter perguntado sobre uma maiores polêmicas judiciais entre música e futebol. E realmente Ben Jor tem razão quando cita essa aproximação do futebol com a música. E ele tem uma relação muita afetiva da música com o esporte. Quem não se lembra do verso dele, na música País Tropical? Quando diz que “sou Flamengo..” E ainda, na declaração de carinho e amor, na composição que ele fez para o atacante flamenguista Fio, imortalizado por Bem Jor na composição “Fio Maravilha nós gostamos de você. Fio Maravilha faz mais um pra gente ver...”Só que essa música deu o maior trololó. Orientado por advogados inescrupulosos, depois de muitos anos de sucesso da música, Fio Maravilha entrou na Justiça com um processo contra o cantor, requerendo direitos autorais pelo uso do seu nome na melodia. Não ganhou a questão. E Bem Jorge mudou a palavra “Fio” por “Filho” , a contragosto, durante mais de vinte anos.Somente muitos anos depois, em 2007 é que houve uma reconciliação entre os dois (vejam o vídeo). Ele, Fio Maravilha, à época entregador de pizzas, nos Estados Unidos, finalmente reconheceu a eterna homenagem que o seu fã, Jorge Bem Jor, havia feito.
Tarde demais.


7 de dez de 2009


Tudo mundo pensava que o Grêmio ia abrir as pernas para o Flamengo, no jogo de ontem. Que nada, os meninos gremistas deram muito trabalho ao Mengo e quase estragaram a festa, se não fosse o gol do cearense Ronaldo Angelim, desempatando e dando o título ao meu time. Nesta charge, o artista Amarildo homenageia o Grêmio.