11 de jun de 2011

Lá na pracinha, onde caminho, estão cartazes de "olho" nos caras de cocô

Cara de cocô
Gosto de caminhar, quase todos os dias, pela praça pertinho de onde moro. Tem um problema: só que os passantes têm que disputar os espaços das calçadas com os cachorros, levados pelos seus donos. E o pior: os cachorros emporcalham a praça, fazendo cocô nas calçadas e seus donos (as) não estão nem aí. E essa falta de higiene e principalmente incivilidade sempre me incomodou.  Finalmente encontrei uma maneira de protestar.  Surge no Facebook o movimento "Cara de cocô" (facebook:com/ cara_de_coco, que pretende tornar a cidade mais limpa, constrangendo os incivilizados que não recolhem o que seus cachorros deixam pela rua. E a turma lançou um cartaz.
E o que fiz: fui à uma gráfica rápida e mandei reproduzir vários cartazes educativos e os colei, em vários pontos da praça onde caminho (veja a foto acima).
Se vai dar resultado, não sei. Mas dei meu recado aos “Caras de cocô”.
Vejam o cartaz da campanha:



A foto e o tempo

O fotógrafo Nicholas Nixon é responsável por uma compilação de fotos bastante curiosa. Desde 1975, ele é responsável por fotografar quatro irmãs. A intenção é mostrar como o tempo age sobre nosso corpo.
As imagens, em preto e branco, iniciaram mostram as irmãs que tinham de 15 a 25 anos. A mais velha delas, Bebe, é esposa do fotógrafo.
(Texto reproduzido do You Tube)

É um vídeo antigo, mas atual principalmente porque o Vasco foi campeão da Copa Brasil.

Plágio no Dia dos Namorados
E eu que fiz o maior auê, elogiando a produtora 02 e a agência Africa pela criação do clipe Eduardo e Mônica, soube notícia que o referido filme é um plágio. A propaganda da Vivo do Dia dos Namorados é uma chupada do reclame feito em 2001 pela agência ATL.
Vejam o clipe original:


E um repeteco do plagiador:

10 de jun de 2011


De olho nas nuvens
Continuo clicando nuvens e mandando fotos para a Cloud Apreciation Society  (Sociedade de Admiração das Nuvens).  Como já disse, a Cloud existe na Inglaterra, sendo uma associação que reúne apaixonados que se espalham por 77 países, e que olham para os céus em busca da beleza das nuvens.
Em seu manifesto, a Cloud se compromete em combater a "mentalidade do céu azul, onde quer que ela exista, pois a vida seria tediosa se, dia após dia, tivéssemos de olhar para uma monotonia sem nuvens".
E como a monotonia não existe no meu olhar para o firmamento registrei a foto acima, num fim de tarde, na Cidade 2.000, que fica perto de onde moro.
Piada muito legal. Vi no blog do Moacir Japiassu:
“Gay no avião
Um gay viajava de avião quando disse para o namorado que seu maior desejo era transar com ele nas alturas.
O namorado respondeu que não era possível, pois o avião estava lotado.
Porém, o gay insiste dizendo que todo mundo estava dormindo, inclusive champanhe tinha rolado direto e o avião estava até no piloto automático.
Para provar que era verdade ele se levanta e pergunta:
- Alguém aí tem um lenço?
Silêncio total, nenhuma resposta.
O namorado se convence, puxa o gay e lhe satisfaz o capricho.
Duas horas depois uma comissária resolve dar uma geral no avião e encontra um velhinho tremendo.
- O senhor está doente? Está sentindo alguma coisa? Ela pergunta.
E o velhinho:
- Não, minha filha, eu só estou com muito frio porque este ar condicionado está muito forte.
- E por que o senhor não pediu um cobertor?
- Minha filha, um cara ali pediu um lenço e comeram a bunda dele!
Imagina se eu pedisse um cobertor”.

(Janistraquis tem certeza de que a piadinha acima transcrita não pode levar ninguém pra cadeia, dada a singeleza do episódio enviado pelo considerado Eduardo Almeida Reis, maior cronista diário do Brasil)


9 de jun de 2011

Combate às drogas
Ex-chefes de Estado reconhecem erro
Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso, do Brasil; César Gaviria, da Colômbia; Ernesto Zedillo, do México e Bill Clinton dos Estados Unidos admitiram que erraram , quando administravam seus respectivos países, no combate contra as drogas. Em depoimentos contundentes, os líderes, no filme Quebrando o tabu, concordam que o resultado foi inócuo. O documentário de Fernando Andrade faz uma reportagem minuciosa sobre experiências bem e malsucedidas na guerra às drogas. O argumento principal do filme:  descriminalizar  o uso seria um passo importante para reduzir o poder dos criminosos do narcotráfico.
Vejam o trailer. 

Renato Russo e o dia dos namorados
A Vivo está com um clipe sensacional para o dia dos namorados. Muita gente já viu (no You Tube já são mais de um milhão e meio de acessos) e este blog recomenda demais . Um detalhe: o filme é feito contando a história da música Eduardo e Mônica, de Renato Russo, 25 anos depois.

8 de jun de 2011


CINE SINGULAR – O  curta do dia
Quero ser Jack White
Sinopse
 Numa tarde de verão paulistana dois adolescentes se encontram por acaso numa loja de vinis. A partir deste encontro eles irão descobrir a sexualidade ao som de rock n´roll.
Gênero: Ficção ( Conteúdo Adulto )
 Diretor: Charly Braun
Elenco: Fábio Lucindo, Iara Jamra, Renata Melo, Rita Batata
Ano: 2004
 Local de Produção: SP
 Ficha Técnica
 Produção Charly Braun, Ana Luisa Isola Fotografia Ricardo Costa Roteiro Charly Braun, Cristine Rhorig Montagem Pedro Granato   
 Prêmios
 Melhor Curta - Jurí Oficial no Festival do Rio 2004
Prêmio Porta Curtas no Festival do Rio 2004
Melhor Filme no Cultura Inglesa Festival 2004
Melhor Curta - Júri Popular no Festival de Video de Santa Maria 2005
Melhor Vídeo Ficção no Festival de Vídeo de Teresina 2005
Menção Honrosa ABD&C no Mostra Curta Cinema 2004
Melhor Curta de Ficção no CINEPORT - Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa 2005   
  Festivais
 Encontro de Cinema da América Latina de Toulouse 2005
Festival Coisa de Cinema 2005
Festival de Cine e Video Latinoamericano de Buenos Aires 2004
Festival de Cinema Brasileiro de Paris 2005
Festival de Cinema de Belém 2005
Festival de Gramado 2004
Festival de Rotterdam 2005
Jornada da Bahia 2004
Mostra de Cinema de Londrina 2005
Mostra do Audiovisual Paulista 2005
Videolisboa 2005
Vitória Cine Vídeo 2004
Brasil no Ar - Festival Internacional da Nova Arte Brasileira 2005
Coisa de Cinema de Salvador 2005
Festival de Cinema de Varginha 2005
Festival de Curtas de Manaus 2004
Festival Internacional de Cinema do Uruguai 2005
Festival Mix Brasil 2004
Mostra do Filme Livre 2005
Curtocircuito 2005
 
Mamonas Assassinas:
primeiro filme oficial

Com imagens inéditas, documentário resgata a história dos cinco jovens que venderam milhões de discos e morreram em um acidente de avião. Mais de 8 mil pessoas são esperadas em evento no ginásio Thomeozão. Com pré-estreia marcada para o dia 4 de julho, Mamonas, o o filme  é o primeiro filme oficial sobre os Mamonas Assassinas, grupo formado em Guarulhos (Grande São Paulo) que conquistou o País nos anos 90 com sua irreverência e bom humor. A primeira exibição do documentário será no ginásio Thomeozão, palco de shows dos Mamonas e onde também foi realizado o velório dos cinco integrantes da banda após um acidente aéreo, em 1996. Os ingressos para a exibição do filme serão trocados por um agasalho, a partir desta terça-feira (23 de junho), e as roupas arrecadadas serão destinadas a instituições sociais de Guarulhos.  
Mamonas, o filme narra a história da banda que em menos de dez meses saiu do anonimato para ser um dos maiores fenômenos da história da música brasileira. Com material inédito, o filme resgata a trajetória do grupo, os desafios vencidos e sua ascensão. Irreverentes, inteligentes, sarcásticos, mas, acima de tudo, extremamente criativos, os Mamonas venderam dois milhões de discos em seus primeiros seis meses na estrada.
No dia da exibição, haverá um pocket show da banda cover Somrisal, a partir das 17h, e distribuição de brindes, com apoio da rádio 89FM e da MTV, além de espaço destinado à participação de fã-clubes. O evento será realizado pela Secretaria de Municipal de Cultura de Guarulhos, com apoio da Tatu Filmes, produtora do documentário.
Mamonas, o filme será projetado em uma tela gigante, de 14m x 9m, com sistema de som Surround 5.1. A expectativa dos organizadores é que o ginásio receba cerca de oito mil pessoas. O evento terá a emissão de carbono neutralizada.

O documentário
Mamonas, o filme  é dirigido por Cláudio Kahns, que também produziu o inédito Eu Eu Eu José Lewgoy (2009) e filmes como 35 – O Assalto ao Poder (2002), Sobras em Obras (2001), O Judeu (1996), Feliz Ano Velho (1987) e A Marvada Carne (1985). Segundo Kahns, num primeiro momento havia a intenção de produzir um filme ficcional sobre os Mamonas Assassinas. “Há dois anos, depois uma extensa pesquisa, percebemos que tínhamos em mãos um excelente arquivo de imagens da banda, incluindo os bastidores, e também de entrevistas”, destaca o diretor.
A partir disso, conta ele, surgiu a ideia de realizar o documentário Mamonas, o filme. O filme, que tem 84 minutos de duração, traz diversas cenas inéditas, incluindo gravações feitas pelos próprios Mamonas em suas turnês e apresentações. A projeção do documentário no ginásio Thomeozão contará com a presença de familiares e amigos dos cinco integrantes da banda.
O documentário foi selecionado para a mostra competitiva do Festival Paulínia de Cinema, que será realizado em julho na cidade paulista.
(Mamonas Blog)
Vejam o trailer do filme:

My name is Joel

Joel Santana, o técnico, será garoto-propaganda, acredite de um... curso de inglês. Chama-se Talk Fast.
Treinador da África do Sul na Copa de 2010, Joel fez fama, lembra?, pelo inglês heterodoxo em preleções aos jogadores e entrevistas (veja uma palhinha abaixo).
Com um fank-bem humorado.
-Deu no blog do Ancelmo Gois. 

O ipê-roxo e a sujeira da cidade

Junho está começando e com o mês acontece o início da floração do ipê-roxo.  Árvore de porte médio, no período do outono se enche de flores  para se reproduzir. O ipê-roxo é empregada no paisagismo, especialmente o urbano, como é o caso da espécie que está ornamentando a Av.  Engenheiro Santana  Júnior, aqui perto de onde moro.
Pena que a sujeira exposta nas ruas e avenidas de Fortaleza é um contraponto desagradável como na foto que fiz.
Por pouco a apresentadora Ana Paula Padrão, da Record, não cometeu uma gafe monumental, durante a apresentação do Jornal da Record, ao vivo, na noite desta terça-feira (7).
Ele se confundiu e quase chama o Jornal da Record de Jornal Nacional, da TV Globo.

7 de jun de 2011

Namorados para sempre
Como a afeição de por uma pessoa de repente se torna um desejo irreprimível de que ela suma do planeta?  Foi a partir da vontade de investigar essa questão, tão presente nos relacionamentos amorosos, que a atriz americana Michelle Williams, de 30 anos, decidiu aceitar seu papel no drama Namorados para sempre. Casados há vários anos e com uma filha, Cindy (Michelle Williams) e Dean (Ryan Gosling) passam por um momento de crise, vendo o relacionamento ser contaminado por uma série de incertezas. Dispostos a seguir em frente, os dois tentam superar os problemas, buscando no passado e no presente os motivos que o mantiveram unidos até este momento e os fizeram se apaixonar um pelo outro.
O filme estréia nesta sexta-feira.


6 de jun de 2011

CINE SINGULAR – O  curta do dia
Eletrodoméstica
Sinopse
 Classe média, anos 90, 220 Volts.
Gênero: Ficção ( Conteúdo Adulto)
 Diretor: Kleber Mendonça Filho
 Elenco: Gabriela Souza, Magdales Alves e Pedro Bandeira
 Ano 2005
 Local de Produção: PE
Ficha Técnica
Fotografia Roberto Santos Filho Roteiro Kleber Mendonça Filho Som Direto Daniel Bandeira, Claudio N Direção de Arte Juliano Dornelles Empresa(s) produtora(s) Ruptura Cinematográfica, CinemaScópio Edição de som Kleber Mendonça Filho Produção Executiva Roberto Santos Filho, Leo Falcão, Lua Silveira, Carol Ferreira e Emilie Lesclaux Montagem Kleber Mendonça Filho e João Maria Informações cedidas por Kinoforum   
 Prêmios
Prêmio Especial do Júri no Cine de Las Americas International Film Festival (Texas) 2006
Melhor Filme no Festival de Cinema de Huesca 2006
Prêmio Especial do Júri no Festival de Hamburgo 2006
Melhor Curta - Júri Popular no Festival de Tiradentes 2006
Os 10 Mais - Escolha do Público no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005
Prêmio aquisição Canal Brasil no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005
Prêmio Cachaça Cinema Clube no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005
Melhor Curta no Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2005
Melhor Curta - Júri Popular no Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2005
Melhor Curta - Prêmio da Crítica no Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2005
Melhor Curta no Festival Luso-brasileiro de Curtas de Sergipe 2005
Melhor Curta - Prêmio da Crítica no Festival Luso-brasileiro de Curtas de Sergipe 2005
Melhor direção no Festival Luso-brasileiro de Curtas de Sergipe 2005
Prêmio Cine-Clubes no Festival Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira 2005
Melhor Atriz no Cine PE 2006
Melhor Curta - Júri Popular no Cine PE 2006
Melhor Curta - Prêmio da Crítica no Cine PE 2006
Melhor Atriz no Festival de Curtas de Belo Horizonte 2005
Melhor Produção Audiovisual de São Carlos no Festival de Curtas de Belo Horizonte 2005
Prêmio do Público no Festival de Curtas de Belo Horizonte 2005
Melhor Curta - Júri Popular no Festival Mix Brasil 2005
Melhor Atriz no Guarnicê de Cine e Vídeo 2005
Melhor Trilha Sonora no Guarnicê de Cine e Vídeo 2005
Melhor Curta no Tabor Film Festival 2006   
Festivais
Alucine - Festival de cinema latino de Toronto 2006
Festival de Clermont-Ferrand 2005
Festival de Huesca 2006
Festival Internacional de Rotterdam 2006
Goiânia Mostra Curtas 2005
Exground Filmfest 2006
LA Latino Film Fest 2006
Rencontres Cinémas dAmerique Latine de Toulouse 2006
Uppsala International Short Film 2006
   

Circulando pela internet...
Filme de super-herói
Desde sexta-feira, em cartaz no país, o filme X-Men: Primeira Classe (X-Men First Class, Estados Unidos, 2011) que conta a história do jovem Charles Xavier que está na escola e decide juntar um grupo de super-humanos com habilidades especiais. Entre eles, está Erik Lensherr, seu melhor amigo. Eles trabalham juntos e contam com outros mutantes na tentativa de se proteger contra uma grande ameaça. Mas, nessa época, Charles Xavier ainda não é conhecido como Professoro X e Lensherr ainda não adotou o nome de Magnet. Quando isso acontece, ao mesmo tempo em que se desenvolvem seus poderes, eles se tornam grandes inimigos.
E o filme está se repetindo?

O então presidenciável do PSOL, Plínio de Arruda Sampaio, na eleição passada, já chamava a atenção para a corrupção na Casa Civil.

5 de jun de 2011

Bombou na web
nesta semana
A professora Martha Rivera dava aula para seus alunos de pré-escola na cidade de Monterrey, no México, quando ouviu tiros do lado de fora do prédio e pediu para que todas as crianças se abaixassem. “Não está acontecendo nada… Vamos cantar uma música?”, disse. Lá fora, cinco bandidos estavam sendo executados por uma quadrilha rival. As crianças cantaram com a professora e espantaram um pouco o medo. O vídeo teve 1 milhão de acessos no YouTube, e Martha passou a ser tratada como heroína em seu país.


O grande sucesso de audiência na internet mundial foi o vídeo de uma gata e seu filhote. A diferença desse para outros vídeos bonitinhos com animais é a forma como a gata parece abraçar o filho, protegendo-o do frio. Foi visto 15 milhões de vezes em cinco dias.


A capotagem de uma caminhonete durante um racha em Santana do Ipanema, Alagoas, acabou com a morte de um passageiro. As imagens do acidente, feitas por espectadores de pelo menos três ângulos diferentes, tiveram quase 1 milhão de acessos somados. É possível ver o carona voando para fora do carro e caindo no chão. O motorista passa bem.
&t/div>


O trio britânico de música eletrônica “Is tropical” fez um clipe em que pré-adolescentes brincam de atirar nos colegas com armas de brinquedo e simulam a venda de cocaína. A diferença desse clipe para outras brincadeiras violentas na rede são os efeitos especiais. Por cima das imagens das crianças, há animações representando a fumaça dos tiros e o sangue. Teve quase 800 mil acessos em cinco dias.


Roberto Bolaños, humorista mexicano que fez sucesso no Brasil com os personagens Chaves e Chapolin, abriu uma conta no Twitter. Seu primeiro tweet: “Olá. Sou Chesperito. Tenho 82 anos e esta é a primeira vez que tuíto. Estou debutando. Sigam-me os bons!”. Os fãs obedeceram, e em poucos dias ele tinha conquistado 400 mil seguidores.

Fonte: revista Época