18 de ago de 2011

Pontal de Maceió – I
Caçando nuvens 
Já escrevi aqui que o meu hobby preferido é fotografar nuvens. Já  colhi dezenas de imagens, e enviando também para a Cloud Apreciation Society (Sociedade de Admiração das Nuvens). restabeleci um hábito antigo, estocado há anos e anos nalgum recanto de minha infância:ficar horas e horas com os olhos empinados para o céu em busca de figuras desenhadas pelas formação de nuvens.
Nesse início de semana, estive em Pontal de Maceió e fiz algumas fotos, nas belíssimas praias de lá.
Vejam:

Pontal de Maceió - II
Mesa de bilhar, sexo e camisinha
No bar do Silvano, durante o dia: tacadas nas bolas. Já à noite... 

Estive no início desta semana, curtindo os primeiros dias de férias no Pontal de Maceió, distrito de Fortim, região praiana ao leste do Ceará. A tranquilidade nos restaurantes da praia é tanta que quando estão fechados, mesas e cadeiras não são recolhidas, ficando nos salões sem portas nem janelas.  As mesas de bilhar também ocupam o mesmo espaço e são encobertas como proteção por causa da maresia.
Ontem, estive almoçando e jogando bilhar com a Ana, no restaurante do Silvano e perguntei a ele sobre  segurança e possíveis atos de vandalismo contra os objetos ali expostos.  Ele, serenamente, explicou que não existe problema sobre depredação ou furto do seu patrimônio. O problema é a mesa de bilhar, após o fechamento do seu comércio, no horário noturno. No escurinho da noite, principalmente nos fins de semana, casais transformam a mesa de bilhar em cama. O trabalho do Silvano, no dia seguinte: recolher camisinhas espalhadas pelo chão. Nas primeiras vezes, ele até ficou preocupado com a marmota sexual no recinto, mas já havia sido avisado pelo proprietário da empresa locadora de mesas de bilhar que a prática é comum em outros restaurantes do lugar.


CINE SINGULAR – Curta do dia
 A Ilha
Sinopse
Um rapaz preso numa ilha. Ação, mistério e muito tchá-tchá-tchá.
Gênero: Animação
 Diretor: Alê Camargo
 Ano: 2008
 Local de Produção: DF
 Ficha Técnica
Produção Roger Burdino Roteiro Alê Camargo Direção de Arte Alê Camargo Trilha original Charles Tôrres Som Maurício Fonteles Edição de som Maurício Fonteles Produção Executiva Roger Burdinoe Mario Lellis Montagem Alê Camargo, Mario Lellis e Mauricio Fontelles Desenho Sonoro Maurício Fonteles Assistente de som Marco Rezende Animação 3D Rodrigo Guimarães, João Rabelo, Alexandre da Costa, Alan Monteiro, Bruna Lobato, Erick de Farias, Fabiana Catunda, Felipe Benévolo, Jefferson Soares, Juliana Fontes, Paulo Lima, Thiago Perrone, André Araújo, Bruno Godinho, Carolina de Oliveira, Edno de Freitas, Frederico Kusel, Jefferson da Silva, Nicolas Barros, Renan de Alencar e Tatiana Canelhas Animação e Render Adicionais Camila Carrossine e Lucas Seixas   
 Prêmios
Melhor Curta no Brazilian Film Festival of Vancouver 2009
Melhor Curta Digital no Cine PE 2009
Prêmio Especial da Crítica no Cine PE 2009
Melhor Animação em Vídeo no FAM - Florianópolis 2009
Grande Prêmio Festival do Júri Popular no Festival do Juri Popular 2010
Melhor Filme no Festival do Juri Popular 2010
Prêmio Aquisição Porta Curtas no Festival do Juri Popular 2010   
Festivais
Anima Mundi 2009
CineSul 2009
Festival Cinema com Farinha - Festival Audiovisual do Sertão Paraibano 2009
Cine Ceará 2009
Curta-se - Festival Luso-Brasileiro de Curtas Metragens de Sergipe 2009
Festival de Cinema de Maringá 2009
Mosca - Mostra audiovisual de Cambuquira 2009
Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis 2009
Mostra SESC Cariri de Cultura 2009

Piadas da Playboy
O marido reclama para a mulher:
- Amor por que você nunca avisa quando goza?
-Ora, porque você nunca está por perto
- Mãe como foi que eu nasci?
Perguntou o Joãozinho.
- Foi a cegonha que te trouxe, meu filho.
- E a minha irmã?
- Veio de avião.
- Ué, mãe! Na nossa família não teve nenhum parto normal?

O sujeito chega em casa e encontra a esposa na cama com o amigo. Ele então pega o revólver e mata o amigo.
A esposa, irritada, diz:
- Olha cá, Joaquim, se continuares a comportar-te  assim, vais acabar sem nenhum amigo..
Charge: Nani

Ilusão ótica sobre um taboleiro de xadrez

14 de ago de 2011


Sérvulo Esmeraldo
Retrospectiva

Meu amigo Sérvulo Esmeraldo, amizade que vem desde os tempos do jornal O Povo, no vigor dos seus 82 anos de idade, está expondo na Pinacoteca de São Paulo. A retrospectiva do artista plástico evidencia como sua produção se relaciona com diversos momentos da história da arte.  Com uma seleção de 117 peças, a mostra apresenta a contemporaneidade da obra de Sérvulo.