20 de jul de 2012

Empresa de aparelho celular faz pegadinha no YouTube

A Nokia está fazendo quase tudo para recuperar sua posição na venda de celulares no Brasil. Uma ação de marketing bombou no YouTube até a empresa lançar um anúncio no Facebook e aí todo mundo descobrir que havia caído numa pegadinha.
O rapaz pede ajuda aos internautas para reencontrar uma moça que conheceu na balada, mas havia perdido o telefone dela. O personagem diz que não acreditava em amor à primeira vista. Depois da pegadinha, quem vai acreditar?
Veja o vídeo para entender a história.


(Deu no blog do Ancelmo Goes)

19 de jul de 2012

Cinema Marginal
Gênero: Documentário
Diretor: Cavi Borges
Ano: 2006
Local de Produção: RJ
Sinopse: Documentário sobre movimento cinematográfico que marcou o cinema brasileiro na década de 70, conhecido como Cinema Marginal.

18 de jul de 2012

O primeiro pornô - Há 30 anos

Há 30 anos, "Coisas Eróticas"  driblava a censura militar e chegava ao cinema. Foi o primeiro pornô rodado no Brasil. O longa-metragem, de Rafael Rossi, foi além das pornochanchadas: tinha cenas de sexo explícito, lesbianismo e de cara limpa. Em 1982, o Brasil vivia a abertura política, mas mesmo assim a censura nas artes continuava. Toda a produção cinematográfica tinha que passar pelo crivo da Divisão de Censura de Diversões Públicas e receber o selo de aprovação. Por um deslize da censura, somada a esperteza do diretor   Raffaele Rossi, um italiano radicado em São Paulo, o filme passou.  Em fevereiro de 1982, Rossi recebeu um documento vindo de Brasília sobre seu filme. Nele, os censores ordenavam que o longa-metragem, dividido em três histórias, tivesse o seu "segundo quadro" cortado por inteiro. Eles se referiam à segunda história toda, a mais tórrida, que continha palavrões, sadomasoquismo, homossexualismo e sexo grupal. Só que o diretor se fez de bobo. Tomou o termo "quadro", como quadro mesmo, ou seja um fotograma (cada impressão fotográfica, algo aquém de 1 segundo).
Com essa diminuta alteração, "Coisas Eróticas" foi reinviada à DCPD, que liberou sua veiculação comercial. Foi um estrondo de sucesso em todo país. Em quase três anos de exibição, o filme foi visto por mais de 4,7 milhões de espectadores, público superior ao de "Carandiru", "Cidade de Deus" e "Se eu fosse você". Trata-se da 13ª maior bilheteria do país, segundo dados  de 2011 da Agência Nacional de Cinema (Ancine).

Cancelamento de linha: a pura verdade

O pessoal do Anão em Camas produziu um vídeo sobre cancelamento de linha telefônica. Um tormento pelo qual todos nós já passamos. Além de engraçado é a mais pura verdade. Muito bom:

17 de jul de 2012

Saudade do Ed Lincoln


Hoje recordei as tertúlias, as vesperais e todas as festas dançantes que fizeram os anos de 1960, quando soube da morte do arranjador Ed Lincoln, conhecido como "O Rei dos Bailes", falecido ontem, aos 80 anos, vítima de insuficiência respiratória. Cearense, Eduardo Lincoln Barbosa Sabóia mudou-se para o Rio de Janeiro em 1951 e começou a tocar baixo e piano na famosa boate Plaza, ao lado de nomes como Johnny Alf e Dick Farney. Em 1955, formou seu próprio grupo e gravou seu primeiro compacto, "Amanhã Eu Vou / Nunca Mais". Nos anos 1960, já tocando órgão, fez fama como músico de bailes e lançou discos como "Uma Noite na Cangaceiro" (1962) "Seu Piano e Seu Órgão Espetacular" (1965). Em 1963, sofreu um acidente automobilístico que o deixou afastado da música por sete meses e limitou seus movimentos para o resto da vida. É considerado um dos precursores do samba rock, além de ter revelado cantores como Emilio Santiago e Toni Tornado, ambos crooners de sua banda. Nos anos 1970, afastou-se dos bailes e passou a atuar como músico de estúdio, além de lançar discos com regravações de sucessos internacionais feitas sob pseudônimos como Orquestra Los Angeles. Nos anos 2000, foi redescoberto na Europa e gravou com artistas como Marcelinho da Lua e Ed Motta. No ano passado, a gravadora Discobertas relançou seis de seus discos, gravados entre 1960 e 1966, na caixa "O Rei dos Bailes".
Sua vida também foi tema do documentário "Ed Lincoln - O Rei do sambalanço", em fase de finalização. Vejam o trailer acima.


Cine Singular - o curta do dia

Cemitério da Memória-Fragmentos da Vida Cotidiana
Sinopse: Cemitério da memória é um documentário sobre a pequena história do século XX. Um registro sobre a vida cotidiana de personagens comuns, anônimos que não emprestaram seus nomes a ruas, praças ou viadutos. Homens e mulheres que não pisaram na lua, não iniciaram guerras, não foram astros de cinema ou TV, não foram manchetes de jornal, não descobriram cura para doença alguma. Pessoas de vida simples, sem nenhum glamour, mas que nem por isso são desprovidas de beleza. Fragmentos sonoros e visuais que fizeram parte da vida de todos, mas que muitas vezes passaram despercebidos.
Gênero: Documentário
Diretor: Marcos Pimentel
 Ano: 2003    
Local de Produção: MG

Assalto ao vivo

Na manhã do domingo passado, a bandidagem mostrou que não está para brincadeira. Um assaltante entrou no estúdio da rádio Caiçara, em Sobral, e rendeu o locutor e mais duas pessoas que estavam no local. O locutor ficou atônito sem saber o quê fazer.
Está demais a impunidade...

16 de jul de 2012

De cadeira abaixo...

Estreia

Determinada a fazer seu próprio caminho na vida, a princesa Merida desafia um costume que traz o caos ao seu reino.Concedido um desejo, Merida deve confiar em sua coragem e suas habilidades no arco e flecha para desfazer uma maldição bestial. Nesta sexta-feira, na telona.

Cabra macho, matador de onça