9 de abr de 2011

Dois pianistas que se apresentam no palco, vem logo na imaginação da plateia que certamente será executada uma música a quatro mãos.
Neste caso as mãos foram excluídas. Aí, o talento instrumental veio de outra agilidade...

O cantor recifense João do Morro  foi no “pé da questão” com o clipe “O trabalhão que as mulheres tem para cuidar do pé”.
Mulheres vejam quantas verdades:

Degradante
O espetáculo degradante da torcida do time de vôlei do Cruzeiro, chamando um jogador de “bicha”, em coro, revela que a hipocrisia brasileira vai além das críticas ao deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ).(Coluna do Cláudio Humberto)
Vejam o vídeo:

Carro zero pago com 34 mil moedas de um real
Para comemorar os 50 anos de casamento com a mulher Maria Santos, o aposentado José Cardoso, de 73 anos, comprou um carro zero para o casal. Mas o inusitado da história é que o veículo foi comprado com 34 mil moedas de um real. O aposentado levou sete anos para juntar as moedas e contou com a ajuda de comerciantes e feirantes. A história aconteceu na cidade de Bom Jesus da Serra, a 450 quilômetros de Salvador.
Vejam o vídeo:

8 de abr de 2011

Passando o tempo com uma paradinha fora do comum

CINE SINGULAR – O curta do dia
O Arroz Nunca Acaba   
Sinopse
Tudo quebra. Tudo acaba. Menos o arroz. O arroz nunca acaba.
Gênero:Animação
Diretor: Marão
 Elenco: Érica Valle e Marão
 Vozes de Guilherme Briggs
 Ano: 2005
 Local de Produção: RJ
  Ficha Técnica
 Fotografia Joaquim Eufrasino Roteiro Marão Direção de Arte Marão Animação Marão Empresa produtora Marão Filmes Edição de som Clementino Jr. Produção Executiva Marão Montagem Marão Música Daniel Marão, Luama Informações cedidas por Kinoforum   
  Festivais
Anima Mundi 2005
Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2005
Mostra de Cinema de Tiradentes 2006
Mostra do Filme Livre 2006
Mostra Infantil de Florianópolis 2005
Vitória Cine Vídeo 2005
Festival Cinema Vídeo e Dcine de Curitiba 2005
Mostra TIM de Cinema Brasileiro 2006
   

Passando o tempo com o limpador
de ninho de cobras

(as imagens são impressionantes)
Izânio

7 de abr de 2011


Solidariedade com arte


Vídeo belíssimo feito pelo grupo World Order, comandado pelo especialista em artes marciais Genki Sudo, em solidariedade ao povo japonês.

6 de abr de 2011

Passando o tempo com a batida do lateral



Arrre!!!!
Fiha de Tass:
O que disse Bolsonaro contribui para o debate
Tass com a filha Luiza
 A estudante de direito Luiza Athayde, de 22 anos, teve sua orientação sexual exposta na TV, pelo próprio pai, mas não viu problema nisso. Pelo contrário, até o incentivou a fazê-lo. Homossexual assumida desde os 15 anos, Luiza é filha do apresentador Marcelo Tas, do CQC, e protagonizou na noite desta segunda-feira, 4, mais um capítulo da novela envolvendo o deputado federal Jair Bolsonaro, acusado de racismo e homofobia por outros parlamentares e entidades da sociedade civil.
Em entrevista ao Radar Político nesta terça-feira, 5, ela defendeu o direito de Bolsonaro em expor suas opiniões e criticou as tentativas de criminalizá-lo pelas declarações.
“Quanto mais pessoas como o Bolsonaro aparecem na mídia e falam essas coisas, e mais discussão tem com relação a esse assunto, melhor”, disse a estudante, após garantir ter sido mais fácil para ela do que para o pai a decisão de colocá-la no programa. “A reação das pessoas a essas coisas que ele [Bolsonaro] fala, super preconceituosas, é a melhor forma de ter esse diálogo. É um diálogo super importante que não existe no Brasil. No Brasil, a gente tem essa postura de todo mundo falar que não preconceito contra nada, e ninguém discute nada. Agora esse diálogo está começando a ser criado.”
(André Mascarenhas, Radar Político de O Estado de S. Paulo)

Vejam o CQC da última segunda-feira

Foto e texto da revista Caras, da semana passada, censurados

Justiça garante publicação
da carta de Cibele Dorsa a Caras
Leia na íntegra

Oito dias após sofrer censura prévia, a Editora Caras obteve uma vitória na Justiça: o recurso impetrado no Tribunal de Justiça de São Paulo foi acatado, garantindo a publicação da carta enviada pela atriz e escritora Cibele Dorsa à redação da revista momentos antes de cometer o suicídio, na madrugada de 26 de março. A proibição, vinda depois que a revista da semana passada já estava em gráfica para impressão, obrigou a publicação a circular nas bancas com tarjas pretas sobre o nome do cavaleiro Álvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda, ex-namorado da atriz e também pai de sua filha, Viviane, de 8 anos, autor da ação. O site de Caras, que havia divulgado a carta completa em trechos e vinha realizando a cobertura da morte, também foi obrigado a retirar os textos do ar.
Agora, graças à decisão da Justiça, Caras pode, novamente, cumprir o último pedido de Cibele antes de morrer. Leia, abaixo, a íntegra da carta (sem edição e com os erros de digitação) enviada por Cibele Dorsa a CARAS antes de morrer:
"Viver sem o Gilberto é pra mim uma sobrevida desumana. De todos os homens que passaram por mim quem me fez mais mal foi sem dúvida alguma, o Doda, pai da filha que nem mais contato pude ter, e quem mais me fez bem, em vida, foi o Gilberto.
Viver sem meus dois filhos e sem o amor da minha vida me dilacera por inteiro, é como se eu estivesse acordada passando por uma cirurgia cardíaca, sinto meu coração sendo cortado, um bisturi elétrico que não para nunca. Não agüento mais chorar, quando não estou soluçando de tanto chorar, fico com lágrimas calmas mas, elas não cessa, nunca! Não agüento mais viver, ou melhor, sobreviver. A comida não desce, sinto um nó na garganta, estou ficando cada dia mais magra, sinto minha pele se descolando do meu corpo. A dúvida é, se eu acabar com a minha vida, estou sendo suicida? Como posso ser suicida se já me sinto morta? Pior, uma morta que ainda sente a dor do corpo, do coração...
Minha cabeça não consegue pesar menos que 10 toneladas, eu não tenho mais paz, a cena da morte do meu amor me atropela constantemente, lembro do corpo do Gilberto no meio da rua mas, os olhos estavam abertos e eu achei que ele pudesse me ouvir...Falei muito com ele acho que ele deve ter ouvido mas, falei tarde demais. Eu disse que me casaria, que teria o filho, que ele não poderia morrer, molhei o rosto dele de tantas lágrimas e, nada de conseguir que ele se salvasse. Eu não me considero suicida, estou sofrendo mais dor agora do que quando sofri o acidente de carro. Agora não tem morfina, não tem nada que acalme essa dor, nada que faça parar essa sensação de perfuração no meu peito. Ainda por cima, o Doda parece nunca cansar de me humilhar, ele não se satisfará nunca mesmo. É o pior homem que já conheci em minha vida, um lobo em pele de cordeiro.

Fernando e Viviane,

perdoem a mamãe, mas, a solidão é uma prisão terrível, é como se eu estivesse trancada dentro de mim mesma, estou cansada, sinto muito a falta de vcs mas, confesso que com o Gilberto aqui era mais fácil suportar, eu o amo muito, não sei nem como posso continuar...aqui em casa ficou frio, me sinto fora do meu corpo às vezes, e, isso me dá uma pausa na dor, só que depois volta em dose mais pesada. Faz algumas semanas que sinto uma leveza no corpo, como se eu estivesse já com um pouco de aus~encia do mundo terreno. Morrer por amor deve ter algum atenuante...assim espero. Vou procurar o meu amor, vcs não precisam mesmo de mim. Um dia perguntem a Carla, tia de vcs, ou ao meu tio, e, saberão toda a verdade. Amo vcs e estarei olhando vcs lá de cima, do meio, não sei, de omde for...meu sonho é encontrar o Gilberto em Aruanda e virar guia espiritual. Vivi, ainda vamos nos encontrar em outras vidas, munca te bandonei, seu pai fez um plano milionário para tirá=la de mim, não tive saída.Fe, idem...vou estar torcendo por vc no futebol, na realização de seus sonhos.. O inacabado, o interrompido tem que ter um fim.

Doda,

Que um dia Deus te perdoe pelo que vc fez e faz comigo, com a Athina e com as crianças, tente ser alguém melhor, tenho pena da Athina...essa nunca vai conhecer um homem de verdade, um amor. Eu sofro agora, no entanto, fui plenamente feliz ao lado do Gilberto, homem de verdade, que mostra a cara, que não menti, não dissimula, e, assim ele foi até o final. Ele pulou do prédio por vergonha de ter sido vencido pelas drogas...uma pena. Quem devia se matar não se mata...

Mãe, Carla, Tio, Pai e Bruna, Maciel e Dantino,

Me perdoem...não deu, tentei por quase dois meses mas, a dor é infernal. Estou indo em paz e feliz de estar me retirando, não se preocupem, tenho certeza que Deus entende quem morre por amor. Não estou obssediada, estou muito ciente do que estou fazendo, minha vida se tornou uma mentira, e, vcs sabem, eu dempre optei pela verdade.

Meu amor Gilberto,

Vou te encontrar esteja onde vc estiver, no plano espiritual tenho chances de te ver, a famosa esperança, aqui, não. Senti vc e ouvi sua voz inconfundível me pedindo o vídeo e já está no ar. Te amo meu amor, quero correr para os seus braços. Somo o Romeu e Julieta do mundo pos-moderno. Vamos continuar criando, quero ao seu lado dar aulas de teatro para crianças aí no plano espiritual. Vou cuidar delas como gostaria de ter cuidado da minha Vivi...Eu sempre te disse para não copiar autores famosos. Para criar e vc criou! Mas, eu te copio com o maior prazer... Vou tbm em frente com dois anéis até o fim, tu és foi...minha vertigem, meu oásis, minha eterna paixão.

Cibele Dorsa

OS; QUERO SER ENTERRADA NO MESMO JAZIDO DO Gilberto. Não usei nenhuma droda, apenas calmantes e o antietanol...Por favor, quero ser velada em São Paulo e eterrada no mesmo jazido do Gilberto. Quero meu caixão em cima do dele."
(Revista Caras) 

4 de abr de 2011

Bombou na web
na semana passada
O astro adolescente Justin Bieber acaba de bater mais um recorde de popularidade na internet, onde nasceu como artista. Na última semana, o clipe de sua música “Baby” tornou-se o primeiro a ser visto mais de 500 milhões de vezes. Baby é, de longe, o vídeo mais visto da história da internet. O segundo colocado, o clipe da música “Bad romance”, de Lady Gaga, tem “apenas” 362 milhões de acessos. Em tempo: “Baby” está também entre os que receberam mais críticas negativas. É quase 1,2 milhão de “não gostei”.
Os terremotos e o tsunami que devastaram parte do nordeste do Japão rendem até hoje, semanas depois da tragédia, imagens impressionantes da força da natureza. Entre os vídeos mais recentes se destaca o que mostra o mar invadindo o porto da cidade de Kesennuma. O cinegrafista amador mostra, do alto de um prédio, quase seis minutos do avanço das águas. Prédios desabam e o lugar fica irreconhecível. Teve mais de 3 milhões de acessos em três dias.



 Uma mulher ainda não identificada foi filmada apenas com roupas íntimas durante o que seria um protesto na Universidade de São Paulo. Está sendo chamada na web de “Gorda Pelada na USP”. Em quase três minutos de vídeo, ela sobe em uma árvore, cai no chão e faz poses sensuais. Foram 400 mil acessos.

Uma curiosa engenhoca que voa e rebate bolinhas de pingue-pongue fez sucesso na internet em um vídeo demonstrativo. O robô, criado por cientistas de Zurique, na Suíça, não é comandado por seres humanos. Segundo seus criadores, usa sensores para saber onde a bolinha está e suas quatro hélices para ir atrás dela. Foi visto 500 mil vezes em dois dias.

A fofura da semana fica por conta de dois irmãos gêmeos, bebês ainda, que batem um papo na cozinha de seus pais. A língua falada por eles é desconhecida – uma sequência de “da, da, da…” –, mas eles parecem se entender muito bem. Teve 400 mil acessos.

Fonte: revista Época

Relógio da igreja
parado, de novo
Há quase dois anos, postei fotos mostrando o relógio da igreja do Coração de Jesus parado. Depois de alguns meses, voltou a funcionar. Pois, desde a semana passada que o problema vem se repetindo.

Colírio numa manhã
de segunda-feira
Outro dia, postei foto que fiz de um arco-íris. Embora fosse  flagrante de um fenômeno da natureza, a imagem não ficou muito boa. pois usei a máquina fotográfica de dentro do veículo. Hoje, tudo foi bem diferente.  E aconteceu no início da manhã, pois era perceptível  arco-íris em toda a sua plenitude. Ainda bem que o trânsito ainda não estava o caos de todo dia, porque deu tempo de me deslocar  até a um local descampado da Via Expresso nas proximidades da avenida Santos Dumont. A visibilidade ficou excelente e o cenário maravilhoso. A aparição do arco-íris foi muito rápida, mas deu tento para fotografá-lo em toda a sua exuberância..  

3 de abr de 2011


Com o último rolo de Kodachrome, McCurry fez uma foto parecida com a garota da capa da National  Geographic


O último rolo de filme Kodachrome
Em entrevista à revista Época desta semana, o conceituado fotógrafo Steve McCurry disse algo que sempre pensei. Ele afirmou que não há nenhuma diferença entre uma fotografia digital e uma analógica. “Acho que uma foto forte não tem nada a ver com o filme”. Falou e disse.
McCurry , 60 anos,    é autor da foto (uma garota indiana) da mais famosa capa da revista National Geographic e sempre usou o filme Kodachrome que foi retirado do mercado em 2009. O Kodachrome foi um dos filmes coloridos mais usados profissionalmente na história da fotografia.  A revista americana Vanity Fair publicou, em fevereiro passado, uma série de fotos feitas por McCurry, ao longo de 2010 usando o último rolo de filme Kodachrome. 

A foto mais famosa de McCurry


Piadas da playboy

NO AVIÃO
Uma moça começa a passar mal. A mãe, com pinta de perua da alta sociedade, pega o saco de enjôo e o aproxima da boca da filha. Passageiros se alvoroçam, e um deles pergunta:
-Foi comida?
A mãe, nervosa com a situação, responde:
-Foi. Mas casa amanhã.
DOIS AMIGOS conversam:
- Se por acaso eu transasse com sua mulher, continuaríamos amigos?
-Não!
Então ficaríamos como?
-Quites.
O PSIQUIATRA  pergunta à loira:
-Costuma escutar vozes sem saber quem está falando ou de onde vêm?
-Sim, costumo.
-E quando é que isso acontece?
-Quando atendo ao telefone!

Elizabeth Taylor nua
aos 24 anos de idade

Após a morte de Elizabeth Taylor, um colecionador decidiu divulgar, pela primeira vez, uma foto em que a atriz posa nua aos 24 anos. De acordo com o site Daily Mail, o retrato seria um presente para seu terceiro marido Michael Todd, que morreu tragicamente 13 meses após o casamento dos dois, em um acidente de avião.A foto foi tirada pelo amigo de Liz Taylor, o ator e fotógrafo Roddy McDowall. Ele a convenceu a posar nua, prometendo que seria um bom trabalho e com bom gosto.(UOL)
Olha aí o recado da presidenta!