26 de fev de 2011

Gambiarra com o novo plug de três pinos
Problemas com o novo padrão de plug elétrico? Agora está tudo resolvido. Esse gênio descobriu como burlar as normas de segurança e bom senso e agora todos nós temos uma maneira prática para ligar os aparelhos elétricos. E quem sabe tomar uns choques também!
(Fonte:Bombou na web)


25 de fev de 2011

A volta da Singular de papel
e o lançamento da
 versão eletrônica


A Singular de papel está voltando, depois de um bom tempo no estaleiro. Desde de dezembro do ano passado  que venho trabalhando, juntamente com uma equipe de repórteres, fotógrafos, diagramadores, ilustradores, revisores para trazer de volta a  primeira versão da Singular.
E uma novidade para os internautas que frequentam  este blog: a revista já está aqui, com  a sua versão virtual, bastando clica (à direita e em cima da capa)  e vocês terão disponível todo o conteúdo. Vejam alguns títulos das matérias da Singular: Não passa de mentira a lenda, segundo a qual, o Excelsior Hotel, em Fortaleza, “é o maior prédio em alvenaria do mundo”; Imprensa abusa no uso do Photoshop; Memória do escritor Eduardo Campos é desrespeitada com mudança de nome de escola; Poderes públicos não preservam história do maracatu. Além destes assuntos, outros estão nas páginas impressas e na versão eletrônica.
Estarei, a partir do meio-dia de amanhã (sábado), no Flórida Bar (Rua Dom Juaquim, 68 – Praia de Iracema), esperando as amigas e os amigos para comemorarmos  a volta da Singular impressa e o  seu lançamento na versão eletrônica. Aguardo vocês.



William Bonner faz piada 
após JN confundir
Líbia com Líbano
O apresentador e editor-chefe do "Jornal Nacional", William Bonner, brincou ao notar um erro na edição de terça-feira (22/2) do telejornal da TV Globo. O "JN" trocou a bandeira da Líbia pela do Líbano, no painel de fundo da bancada.
"Fátima, que bandeira é aquela ali atrás?", perguntou o jornalista ao perceber o erro, que ouviu Fátima Bernardes responder "do Líbano".

24 de fev de 2011

O Poeta dos Cachorros e
a sua banda Marmota

Hoje, pela manhã, caminhando pelo Centro da cidade (ah! Como gosto de andar naquele burburinho de gente) ouvi um som que me fez logo lembrar a percussão e sopro da Banda Cabaçal, lá do Crato. Aquela comunhão rítmica, envolvendo pífano, zabumba e triângulo, é bem característica e original da bandinha dos irmãos Aniceto.  Mas, chegando pra perto, percebi que o som  saía da Banda Marmota, integrada só por dois participantes: o Jair Morais, conhecido como o Poeta dos Cachorros, e o Sérgio Maribondo.
Aí puxei converso com eles, principalmente com o Jair, que é um artista incrível.  O Poeta dos Cachorros,(apelido que ganhou do compositor e jornalista Tarcísio Matos porque criava um cachorro e para aonde ia, o animal o acompanhava) faz parte daquelas figuras que animam a cidade.  Mesmo andando, ele toca sete instrumentos: gaita de boca, pandeiro, triângulo, 2 pífanos, cavaquinho e caxixi (instrumento feito semelhante a um pequeno cesto de palha). E segue cantando as suas músicas  (“ABC Matuto”, “Lavando as mãos”, “Quadrilha junina” etc) e recitando os seus poemas de cordel. Há dez anos que ganha a vida como um saltimbanco, tocando, fazendo versos inspirados nos outros transeuntes.

23 de fev de 2011


O arco-íris e o Farol
Como vem acontecendo nos últimos dias, hoje pela manhã, caiu um toró daqueles de não se enxergar um palco adiante do nariz. Mas logo passou, e eu envolvido no caótico trânsito de Fortaleza Trafegando no meu carro, pela Av. Oliveira Paiva, de repente o meu olhar subiu ao céu. E o que vejo? Uma ponta do arco-íris. Como o veículo estava parado no sinal, peguei a minha Sony e cliquei. E consegui flagrar, na sorte, uma pontinha do fenômeno da natureza.


No período vespertino, quem estava bastante iluminado pelos raios do Sol era o farol do Mucuripe, instrumento de utilidade marítima, e que observo daqui da varanda do meu ap.

 A tarde estava radiante...  

22 de fev de 2011

Ouvindo o som do Long Playing

Ontem, realizei o que há muitos anos não fazia: ouvir som do Long Playng ( o saudoso e querido LP) saído de uma radiola,  praticar todo o ritual de limpar o disco com uma flanela bem limpinha, testar a agulha com um leve toque e manejar o braço da radiola, escolhendo as faixas... Não quero comparar o som dos bolachões (se é melhor ou pior)  com o do CD , mesmo porque são tecnologias diferentes. Apenas sentir a vontade de voltar a possuir um toca disco. Fiz negócio com uma amiga, envolvendo um  aparelho da marca  grundig – Studio 321 – rádio AM/FM  - Alemão. Uma preciosidade.  Mandei o Ricardo do Som, no Centro da cidade, dar uma guaribada. Ficou legal.
Agora, estou reouvindo  obras, em vinil, tiradas lá do fundo dos meus guardados,  coletâneas  de várias gerações de compositores e intérpretes da Música Popular Brasileira.
Indicado para o Oscar
provoca desmaios nos cinemas

O filme 127 horas, indicado para o Oscar, tem provocado desmaios eme espectadores, aonde é exibido, por conta da cena em que o protagonista principal, o aventureiro Ralston, para tirar o braço que ficou preso sob uma pedra,  corta o próprio membro com um canivete. Ao ver a cena de mutilação, na última sexta-feira, no cinemark, no Rio de Janeiro, um espectador desmaiou e foi retirado da sala pela brigada de emergência.
O hospital St. Vincent, em Sidney, atendeu durante esta semana três pessoas que sofreram desmaios, vômitos e até um ataque epilético dentro do cinema.
O diretor britânico Danny Boyle já foi obrigado a pedir desculpas ao público quando seis espectadores desmaiaram durante a exibição do filme no Canadá e nos Estados Unidos. 127 Horas foi indicado ao Oscar em seis categorias, entre elas a de melhor ator, para James Franco, e a de melhor filme.
Vejam o trailer:

21 de fev de 2011

Dilma comete gafe em discurso e culpa “ótima assessoria”
Durante seu discurso no 12º Fórum de Governadores do Nordeste, realizado nesta segunda-feira (21/2), a presidente da República, Dilma Rousseff, errou ao trocar o nome da cidade Toritama, pólo de confecção de jeans em Pernambuco, por Ibotirama, na Bahia.
O governador pernambucano, Eduardo Campos, estava presente no evento e corrigiu Dilma, que logo resolveu culpar seus assessores pelo equívoco que acabara de cometer.
“Não é Botirama? Eu falei para vocês que não é Botirama. Vocês vejam o que é uma ótima assessoria”, lamentou a presidente, que completou a reclamação. “Eles acharam esse Botirama na internet”.  


Fonte: Comunique-se
Dilma quer ver o Abaporu

Esses marqueteiros da presidente Dilma querem porque querem passar a imagem junto à opinião que Dilma também é chegada às artes. À época da campanha, numa “entrevista” armada por seus assessores, ela falou que estava lendo determinado livro , mas na hora H, esqueceu o título e o autor da obra.
Agora, é badalar o mês da mulher com uma exposição de artes plásticas, no Palácio Alvorada, com 40 trabalhos de mulheres e entre elas a célebre Abaporu, de autoria de Tarsila do Amaral, uma das obras mais importantes do modernismo brasileira.  Só tem um detalhe: o quadro  pertence ao colecionar argentino Eduardo Constantini que o comprou por 1,25 milhão de dólares, e está no Museu Malba, em Buenos Aires. Agora, depende do argentino emprestar ou não a preciosa peça. E se o cara não ceder? Pense na saia justíssima.

O kart, o piloto e o Éder

Vi no Viral Vídeo Chart um trabalho muito bom e que me fez recordar os tempos em que o meu filho Éder era piloto de kart. O kart indoor foi uma febre em Fortaleza e em quase todos os bairros havia pistas do indoor. E ele aonde ia, vencia todas as baterias que disputava. O jovem tinha lá os seus 15 ou 16 anos e era um pilotaço. Depois levei-o para disputar o Campeonato Cearense de Kart, no Kartódromo Júlio Ventura e lá também deu show, ganhando várias corridas e considerado a revelação do Campeonato. Como não tinha patrocinadores, eu mesmo bancava os custos do piloto,caríssimos por sinal. Eu era o” Paitrocinador”. Bons tempos  aqueles e guardo a certeza que tenha sido um dos melhores momentos na vida do Éder.
Valeu,  meu piloto Éder Freitas.
Vejam aí embaixo,  Éder em ação: 

20 de fev de 2011

Jornalista da ESPN é perseguido por alpaca ao vivo

Deu no Comunique-se
O jornalista Nico Hueto, da ESPN, foi perseguido por uma alpaca enquanto falava ao vivo para um jornal da rede. O caso aconteceu na última semana, mas só esta semana chegou às redes sociais.
O vídeo mostra o jornalista assustado com a alpaca, que corre em sua direção. Hueto então larga o guarda-chuva e sai correndo. O repórter só voltou ao link mais tarde, com a alpaca em seu campo de visão.




Charge: Paulo Caruzo
Bigode Folia anima a Cidade 2.000



Bigode Folia festejou os 40 anos da Cidade 2.000


O período que antecede o Carnaval se configura como um dos períodos mais festivos na capital cearense. A cada ano que passa, no embalo de marchinhas, frevos, dobrados, samba e outros ritmos, o pré-carnaval se consolida como um evento importante no calendário das festas populares na Capital cearense. O  2º Bigode Folia vem dando a sua contribuição nesse contexto, transformando a pracinha principal da Cidade 2.000 numa alegre e contagiante passarela momina. Também foi festejado os 40 anos daquele conjunto habitacional.
A  festa aconteceu, ontem, 19 animada pela furiosa "Banda Folia das Artes Bigodeanas, sob a batuta do maestro Bené do Trombone, tendo como carro chefe do repertório uma marchinha que tinha como refrão: “ Senhor urso vem de onde?... Urso vem da praia!Quem não for para o bigode...vai levar muita cangaia!!! ”  
O brincante José Antônio Soares, 56 anos, assessor parlamentar estava eufórico, pois durante o pré-Carnaval comparece onde tiver uma banda tocando marchinha, e o 2º Bigode Folia completava o seu desejo de folião. Já o analista de crédito de banco, Ismael Ferreira, 34, casado, dois filhos, morador da localidade levou à pracinha, pela segunda vez consecutiva, toda a família para curtir o dia e ressaltou “é interativo o que se passa por aqui”. 

Antônio Soares sai pela cidade em busca de pré-Carnaval



Ismael Ferreira esteve com a família

O Bigode Folia é um encontro carnavalesco organizado pela Confraria Bigodeana que reúne frequentadores do Bar do Bigode, localizado na pracinha central da Cidade 2.000.



O confrade Ricardo Machado comemorou com amigos e familiares 50 anos de idade